03 de julho de 2017

Imagem relacionada

Recentemente, Marcelo Barros escreveu uma linda nota de apoio ao Papa Francisco. Não só somamos nossa voz às palavras de Marcelo Barros, como manifestamos nossa indignação pela oposição ao Papa e seu pontificado.

É sabido que os ultraconservadores estão insatisfeitos com os rumos que tem tomado a Igreja com o atual pontificado. Atribuímos tal insatisfação à chamada de Francisco à uma Igreja Pobre com os Pobres e para os Pobres. Não falamos aqui de Caridade e sim de compromisso real e verdadeiro. Com esse novo jeito de uma Igreja Pobre, torna-se incoerente posturas de Cardeais e demais clérigos que vivem uma vida principesca. Além dos quatro cardeais – ferrenhos opositores ao Papa – percebemos que alguns clérigos e mesmo leigos, estão “soltando as asinhas” contra o Papa. Lamentável!

Mesmo aquele que não seja simpatizante com o Papa, nem mesmo os não católicos, podem negar que os novos rumos da Igreja são, historicamente, um reviver e reavivar do Evangelho. Palavra de ordem do Papa: Misericórdia. Postura da Igreja: humildade! Forma de vida: o amor!

Não! O Papa não pede nada de novo. Ele só transita da teoria à prática. Somos seguidores de Jesus. A mensagem d’Ele nos impele às virtudes e posturas que Francisco nos exorta. Onde está o erro? Ora, os opositores do Papa são aqueles que pensam suas vidas religiosas como estado de nobreza. Um Clero que não é serviço ao povo mas exercício de vaidade. Porém, não foi isso que nos ordenou Jesus. Cristo nos pede que renunciemos a tudo pelo Reino. Renunciemos, até mesmo, aos nossos ímpetos de grandeza. Ao menor, aos pequeninos, está reservado o Reino dos Céus.

Terminamos estas nossas Palavras manifestando nosso total apoio ao Papa Francisco. Não queremos outra Igreja que não seja esta que ele nos mostra. Uma Igreja primada pelo amor aos menos favorecidos, pela misericórdia e pelo Serviço. E ousamos ainda dizer aos opositores de Francisco: Acordem! Abram seus olhos à Verdade! Este Papa nos é um presente de Deus. A comunhão com ele é seguimento real de Cristo! Quem quer viver o Evangelho pode, seguramente, espelhar-se no atual Papa. Em verdade, temos um líder que nos aponta os Caminhos do Reino!

Hermes Fernandes

 

Anúncios