Os jovens, a fé e o discernimento vocacional

Meus queridos irmãos da Ordem dos Frades Menores

Que o Senhor vos dê a paz!

A XV Assembleia do Sínodo dos Bispos para 2018, recentemente convocada, promete ser um acontecimento extraordinário para a vida da Igreja. Como o descreve o Documento Preparatório recentemente publicado:

“Em continuidade com este caminho, através de um novo percurso sinodal sobre o tema: «Os jovens, a fé e o discernimento vocacional», a Igreja decidiu interrogar-se sobre o modo de ajudar os jovens a reconhecer e a acolher o convite ao amor e a vida em plenitude, e também pedir aos próprios jovens que a ajudem a identificar as modalidades hoje mais eficazes para anunciar a Boa Notícia. Através dos jovens, a Igreja poderá ouvir a voz do Senhor que ressoa inclusive nos dias de hoje. Assim como outrora Samuel (cf. 1 Sm 3, 1-21) e Jeremias (cf. Jr 1, 4-10), existem jovens que sabem vislumbrar aqueles sinais do nosso tempo, apontados pelo Espírito. Ouvindo as suas aspirações, podemos entrever o mundo de amanhã que vem ao nosso encontro e os caminhos que a Igreja é chamada a percorrer”.

 

Resultado de imagem para Frei Michael A. Perry

 

“Escutando…”. Creio que estas palavras são a chave para compreender o que o Papa Francisco está pedindo à Igreja neste Sínodo: entrar numa dinâmica de escuta mútua da voz do Senhor que fala a nós hoje como membros do seu Corpo, em particular a seus membros mais jovens. Como o próprio Santo Padre disse na carta por ocasião da apresentação do Documento preparatório da Assembleia Geral  Ordinária do Sínodo dos Bispos:

“Eu quis que vocês estivessem no centro da atenção, porque os trago no coração. Exatamente hoje é apresentado o Documento preparatório, que confio também a vocês como «bússola» ao longo deste caminho sinodal. Não tenham medo de ouvir o Espírito que lhes sugere escolhas corajosas, não hesitem quando a consciência lhes pedir que assumam o risco de  seguir o Mestre. Também a Igreja deseja colocar-se à escuta da voz, da sensibilidade, da fé de vocês; até das suas dúvidas e das suas críticas. Façam ouvir a sua voz, deixem-na ressoar nas comunidades e a façam chegar aos pastores. São Bento recomendava aos abades que, antes de cada decisão importante, consultassem também os jovens porque «muitas vezes é exatamente ao mais jovem que o Senhor revela a melhor solução» (Regra de São Bento III, 3)”.

Caros Irmãos Menores, chamados pelo Senhor “a escutar com reverência aos demais com autêntica caridade e respeito (e) aprender com as pessoas com as quais vivemos (CCGG 93 paragrafo 1), o convite do Papa Francisco deveria ressoar profundamente em nossos corações e nas nossas mentes, e encontrar-nos dispostos  a responder com humildade e reverência para ouvir os jovens a quem temos o privilégio de servir e a criar espaços onde suas vozes possam ser escutadas, para juntos  prepararmos o Sínodo de 2018.

Assim pois, Irmãos,  os convido a compartilhar com os jovens a quem serves, a carta do Santo Padre e o Documento Preparatório do Sínodo. Este material está disponível, em muitas línguas, na página da Santa Sé: www.vatican.va.

De maneira adequada às pessoas e lugares em que prestam seu serviço, e com a ajuda de seus Ministros Provinciais e Custódios, criem fóruns nos quais nossos irmãos e irmãs jovens em Cristo possam escutar profundamente a voz do Senhor que fala a eles e os fala com toda a liberdade do coração de sua fé. Depois, recopiem o que foi compartilhado e, através de suas Províncias e Custódias, enviem à Cúria Geral, em nome do Secretariado Geral das Missões e Evangelização, para que possamos compartilhar com o Santo Padre e o Conselho Sinodal. A data final para envio deste material é 1º de setembro de 2017.

Por favor, não se esqueçam de que no mês de maio de 2017, o Conselho Sinodal lançará uma página especialmente para os jovens, de maneira que possam enviar suas contribuições diretamente para a Santa Sé. O endereço desta página será:  http://www.sinodogiovani.va. Talvez no espaço que criarem para seus irmãos e irmãs mais jovens possam incluir tempo para que eles respondam ao Santo Padre por meio desta página. Este seria certamente um modo criativo para demonstrar-lhes o amor do Santo Padre e nosso próprio amor.

Obrigado, irmãos, por tudo o que fazem a serviço do Evangelho, anunciando com alegria a Boa Nova do Senhor a todas as gentes – especialmente aos nossos jovens – de forma que eles possam compartilhar sua alegria e sua alegria chegue à plenitude. Que o Senhor leve a bom termo esta boa obra que Ele começou em nós (cf, Fl 1,6).

Paz e Bem!

Frei Michael A. Perry, OFM

Ministro Geral e Servo 

Anúncios